Se você está considerando contratar um sistema de segurança eletrônico para sua casa, empresa ou qualquer outro ambiente onde quer ter mais tranquilidade e proteção, deve ter se deparado com diversas opções no mercado, não é mesmo?

Embora os serviços de segurança sejam bastante conhecidos em sua forma tradicional, a tecnologia vem apresentando novas formas de tornar um local mais seguro, principalmente através de algumas funcionalidades como:

  • O Monitoramento Inteligente;
  • A Portaria Virtual;
  • O Vídeo Mapeamento;
  • Entre outros.

Para identificar quais são os melhores equipamentos e soluções táticas que atenderão a sua necessidade de segurança com eficiência, conheça as 5 funções básicas que todo sistema de segurança deve atender:

1 – Inibir

Primeiramente, todo sistema de segurança deve oferecer essa função. O objetivo dessa função, que é a mais preventiva de todo sistema, é dissuadir o criminoso de cometer o delito, aumentando a percepção de risco. Ou seja, mexer com o psicológico do meliante.

Então, diversos mecanismos podem ser utilizados, como a expor a utilização de câmeras de segurança, placas de sinalização indicando perigo, cães de guarda, circuito de câmeras, cercas elétricas e equipe de vigilância.

2 – Impedir

Se o ladrão não se sentiu intimidado, é preciso criar barreiras físicas que impeçam ou retardam o acesso do criminoso. Muros, cercas, portões, fechaduras, concertinas e estruturas blindadas são as recomendações. Atente-se a altura do muro ou se há apoios que permitam a escalada.

Porém, uma única barreira não é suficiente. Não adianta ter um muro de 5 metros de altura e ter fechaduras que são fáceis de arrombar. As fechaduras digitais oferecem inúmeras vantagens, como praticidade por não necessitarem de chaves, sistema de tranca automática e alarme de antiarrombamento.

3 -Detectar

Além disso, os sistemas de segurança devem cumprir uma função muito básica: detectar situações indesejadas. Para isso, sistemas de sensores conectados a centrais de alarme são muito utilizados. Esses sistemas têm como função alertar quando houver circulação de qualquer pessoa pelo local monitorado.

Hoje, é possível encontrar no mercado excelentes câmeras de segurança com sensores infravermelho, centrais de alarmes e sensores de movimento por preços bem acessíveis. 

4 – Identificar

Ao passar por uma situação de invasão, além de detectar, o sistema de segurança também deve ser capaz de identificar os criminosos. E para isso, é necessário a instalação de câmeras de segurança de boa qualidade, instaladas em locais estratégicos e com boa visão.

Poder identificar o modus operandi, além dos criminosos, é fundamental para a correção de falhas de segurança e punição dos responsáveis. Um bom sistema de controle de acesso nas entradas e saídas facilita ainda mais o processo de identificação, aumentando o nível de segurança.

5 – Reagir

Por fim, o sistema deve ser capaz reagir quando detectada uma situação de risco. Essa reação pode ser feita basicamente de duas formas. Essa reação pode ser feita de duas formas:

  • Por meio da presença física da equipe de patrulha, que deve ficar disponível 24 horas por dia nos 7 dias da semana, além de ser composta por profissionais altamente qualificados para o serviço;
  • No acionamento de órgãos de segurança pública para agirem na ocorrência de acordo com a Lei.

Em resumo, as 5 funções básicas de um sistema de segurança aqui apresentadas podem servir como um norteador para que você escolha o sistema que mais se encaixa em suas necessidades, além de avaliar se ele cumpre satisfatoriamente com todos os itens listados.

Ficou interessado e quer saber mais? Conheça a New Connect, uma das soluções de segurança que a New Line oferece. garantimos excelência nos serviços prestados de acordo com as funções esperadas para uma empresa de segurança. Fale conosco pelo whatsapp clicando no link abaixo.

Abrir conversa no whatsapp!